O que é Ketocal?

baixar pdf
Ketocal

Seu aliado no tratamento
da epilepsia refratária

Ketocal

Balanceado
e completo11-20
Contém
DHA e ARA*
Contém
MF6**
Entre em contato
com a sua nutricionista
para verificar possível
alteração na dieta.

*Em comparação a antiga fórmula de Ketocal 4:1
**Mix multi fibre: FOS, Inulina, Goma arábica, Polissacarídeo de soja, Amido resistente, Celulose

KetoCal® é uma dieta cetogênica para crianças com epilepsia refratária a medicamentos.1-10

Ketocal® contém 4g de gordura para cada 1g de carboidratos + proteínas e é adicionado de todas as vitaminas e minerais em quantidades balanceadas, contribuindo para o alcance e manutenção do estado de cetose e o alcance das metas nutricionais.1-10

KetoCal® pode ser administrado por via oral e/ou através de sonda nasoenteral, gastrostomia ou jejunostomia. KetoCal® apresenta sabor “lácteo” e excelente aceitação via oral. Pode ser consumido puro, misturado a outros alimentos ou em preparações culinárias.

INDICAÇÕES

Epilepsia refratária e outras condições que requerem terapia nutricional com dieta cetogênica, como deficiência do complexo piruvato desidrogenase e síndrome de deficiência do transportador tipo 1 de glicose (Glut1-DS).1-10

Eficácia clínica comprovada.

informação nutricional

Densidade calórica
1,5 kcal/ml (diluição padrão de 20%)
Fonte de proteínas
Proteínas lácteas
Fonte de carboidratos
Xarope de glicose (maltodextrina)
Fonte de lipídios
Óleo de soja refinado hidrogenado e óleo de soja refinado
Distribuição calórica
Proteínas (8,5%), Carboidratos (1,5%), Lipídios (90%)
Outros nutrientes
Carnitina, taurina, colina, inositol
Osmoladidade
230 mOsm/kg água, (1,46kcal/ml), 160 mOsm/Kg água (1,0kcal/ml)
Carga de soluto renal potencial
326 mOsm/L
Precauções:
Somente para ingestão via oral ou enteral. Proibido o uso por via parenteral. Durante a terapia com dieta cetogênica recomenda-se monitorizar a cetose, glicemia, os níveis plasmáticos de lipídios, a formação de cálculos renais e o adequado crescimento da criança.
Como preparar Ketocal?

Recomendação de uso: A quantidade diária de KetoCal® e sua respectiva diluição devem ser determinadas por médico ou nutricionista.

Para preparo na densidade calórica de 1,5 kcal/ml (diluição padrão), adicionar 21,3g de KetoCal® para cada 79ml de água (volume final aproximado = 100ml).

Para preparo na densidade calórica de 1,0 kcal/ml, adicionar 20g de KetoCal® para cada 120ml de água (volume final aproximado =140ml).

Modo de Preparo

Colocar a quantidade de água necessária em um recipiente. Adicionar a quantidade de KetoCal® prescrita e mexer até o pó dissolver completamente.

KetoCal® pode ser consumido puro, misturado a outros alimentos ou em preparações culinárias.

KetoCal® é uma ótima solução para tornar mais prático o preparo das refeições.

Com KetoCal®, os pais não ficam mais que 5 minutos sem uma solução nutricional

Precauções

Somente para ingestão via oral ou enteral. Proibido o uso por via parenteral.

Durante a terapia com dieta cetogênica recomenda-se monitorizara cetose, glicemia, os níveis plasmáticos de lipídios, a formação de cálculos renais e o adequado crescimento da criança.

Informações destinadas a profissionais da saúde. Ketocal NÃO CONTÉM GLÚTEN.

Referências: 1. Sillanpaa M, Schmidt D. Brain. 2006 Mar; 129(Pt3): 617-24. 2. Freeman JM, Kossoff EH, Hartman AL. Pediatrics. 2007 Mar; 119 (3): 535-43. 3. Henderson CB et al. J ChildNeurol. 2006 Mar; 21 (3): 193-8. 4. Armeno M et al. RevNeurol 2014; 59 (5): 213-223. 5. Frangipani BJ et al. Deficiência do complexo piruvatodesidrogenase. In: Martins, Ana Maria. Protocolo Brasileiro de Dietas: erros inatos do metabolismo. São Paulo: Segmento Farma, 206. p. 113. 6. Ramm-Pettersen A et al. Epilepsy Behav 2014 Oct;39:111-5. 7. Jung DE et al. J Child Neurol 2014 Aug 19. 8. Kossoff EH et al. Epilepsia, 50(2): 304–317,2009. 9. EG Neal et al. A randomised controlled trial of the ketogenic diet in the treatment of children with drug resistant epilepsy. Poster presentation: 27th International Epilepsy Congress, July 2007 Singapore. 10. Butler R, Neal E. Efficacy and acceptability of a nutritionally complete ketogenic formula used to administer the classical 4:1 ketogenic diet in children with refractory epilepsy. Poster presented at the International Epilepsy Congress 2011, Rome, Italy." 11. Kossof EH et al. Optimal clinical management of children receiving the ketogenic diet: Recommendations of the International Ketogenic Diet Study Group. Epilepsia, 50(2): 304-317, 2009. 12. Freeman JM, Kossoff EH, Hartman AL. The ketogenic diet: one decade later. Pediatrics. 2007 Mar; 119 (3): 535-43. 13. Armeno M et al. Consenso Nacional sobre dieta cetogénica. Rev Neurol 2014; 59 (5): 213-223. 14. Frangipani BJ et al. Deficiência do complexo piruvato desidrogenase. In: Martins, Ana Maria. Protocolo Brasileiro de dietas: erros inatos do metabolismo. São Paulo: Segmento Farma, 206. p. 113. 15. Ramm-Pettersen A et al. Does ketogenic diet improve cognitive function in patients with GLUT1-DS? A 6- to 17-month follow-up study. Epilepsy Behav 2014 Oct;39:111-5. 16. Jung DE et al. How Do You Keto? Survey of North American Pediatric Ketogenic Diet Centers. J Child Neurol 2014 Aug 19. 17. Butler R, Neal E. Effi cacy and acceptability of a nutritionally complete ketogenic formula used to administer the classical 4:1 ketogenic diet in children with refractory epilepsy. Poster presented at the international Epilepsy Congress 2011, Rome, Italy. 18. Sillanpaa M, Schmidt D. Natural history of treated childhood-onset epilepsy: prospective, long term population-based study. Brain. 2006 Mar; 129(pt3):617-24. 19. Henderson CB, Filloux FM, Alder SC, Lyon JL, Caplin DA. Effi cacy of the cetogenic diet as treatment option for epilepsy: meta-analysis. J Child Neurol. 2006 Mar; 21 (3): 193-8. 20. EG Neal et al. A randomised controlled trial of the ketogenic diet in the tratment of children with drug resistant epilepsy. Poster presentation: 27th International Epilepsy congress, July 2009 singapore.

Veja mais